AO VIVO
AO VIVO
Home DESTAQUE Secretária da Saúde do RS responde sobre UTI de Torres para a Rádio Maristela

Secretária da Saúde do RS responde sobre UTI de Torres para a Rádio Maristela

por Central de Jornalismo
A+A-
Reset

A Rádio Maristela publicou notícia em seu site no dia 23/04, sobre os cinco leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes em Torres, que completaram recentemente 1 ano e seis meses de espera para a abertura à população.

A Central de Jornalismo da emissora buscou esclarecimentos sobre a habilitação e abertura dos leitos junto à secretária estadual de Saúde, Arita Bergmann, que respondeu na noite de quinta-feira, 30 de abril. Questionada sobre previsão de data para a habilitação e abertura à população, especialmente neste momento de pandemia do novo coronavírus, visto que Torres e região, a cada semana, têm aumento no número de casos confirmados para Covid 19, além de ser também um hospital que atende toda a região, a secretária responde:

Foto: Claiton Dornelles / JC

“Os leitos de Torres fazem parte de um rol de 289 leitos que o Estado encaminhou pedido para o Ministério da Saúde solicitando a habilitação”, explica ela.

Segundo Arita, na manhã da última quarta-feira, 29, o governador Eduardo Leite participou de uma reunião junto aos governadores do Paraná e Santa Catarina e, um dos pleitos que foi encaminhado ao novo ministro de Saúde, Nelson Teich, foi o pedido de habilitação dos leitos de Torres e espera que saia na próxima semana.

“Se essa alternativa não se confirmar (habilitação por meio do Governo Federal), na medida em que temos um novo plano de distanciamento controlado, ao observarmos que o Litoral Norte está com dificuldade de acesso à leitos de UTI, que a taxa de ocupação está aumentando e que a transmissão do vírus está evoluindo de forma acelerada, o Governo gaúcho estuda a possibilidade de emitir uma portaria em que o Estado assume, via um termo aditivo ao contrato, o pagamento desses incentivos para a abertura dos leitos de UTI até a habilitação definitiva do Ministério da Saúde, mas isso vai depender também dos protocolos dentro da nova concepção de regionalização que estamos acompanhando,” explica a secretária.

A secretária Arita também foi questionada, se com o atual cenário do isolamento social controlado em que o Governo do Estado passou a considerar, em relação ao Litoral Norte gaúcho, como a secretária avalia a necessidade e urgência de aumento de leitos na região. Arita afirma que essa avalização será realizada semanalmente, baseada nos indicadores em monitoramento regionalizado para verificar a situação. “Nesse momento, a região do Litoral Norte está na bandeira amarela, indicando justamente que a situação está controlável”, constata Arita.

Bandeiras

O novo modelo de distanciamento prevê quatro estágios de controle, traduzidos em “bandeiras”: amarela, laranja, vermelha e preta. A amarela indica uma situação mais amena, com medidas mais flexíveis, e avançando o grau de restrições até a preta, quando seria necessário maior restrição.

Para definir a cor da bandeira, foram definidos dois grandes grupos de medidores: propagação e capacidade de atendimento. Cada um deles tem peso de 50% para a definição das bandeiras. No total, serão acompanhados 11 indicadores. A coleta dos dados será diária, mas a atualização das cores de cada região ocorrerá aos sábados, valendo para a semana seguinte.

Atendimentos no Hospital de Torres

O Hospital Nossa Senhora dos Navegantes (HNSN) é o único hospital em um raio de 50 quilômetros e referência para os municípios da microrregião de Torres. No ano de 2019, o HNSN realizou 4.304 internações pelo SUS e as internações em UTI Adulto via SUS foram 197, podendo atender o dobro de pacientes com a abertura dos cinco leitos prontos desde outubro de 2018.

Central de Jornalismo – Rádio Maristela

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing