AO VIVO
AO VIVO
Home EVENTOS Cancelado o XVI Festival Brasileiro das Aves Migratórias de Mostardas devido à Influenza Aviária no Litoral gaúcho

Cancelado o XVI Festival Brasileiro das Aves Migratórias de Mostardas devido à Influenza Aviária no Litoral gaúcho

por Melissa Maciel
A+A-
Reset

O XVI Festival Brasileiro das Aves Migratórias, que estava programado para ocorrer no final deste mês no município de Mostardas, no Litoral Norte gaúcho, teve que ser cancelado devido à confirmação de focos de Influenza Aviária na região costeira do Rio Grande do Sul. A decisão de cancelamento foi tomada em conjunto pela prefeitura de Mostardas e pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), responsável pelo Parque Nacional da Lagoa do Peixe.

A notícia do cancelamento do evento foi comunicada oficialmente pela Prefeitura de Mostardas, em sua rede social, que lamentou a necessidade de tomar essa difícil decisão. Em uma declaração, a prefeitura afirmou:

“Comunicamos que, infelizmente, tivemos que tomar a difícil decisão de cancelar o XVI Festival Brasileiro das Aves Migratórias, devido ao surgimento de animais marinhos infectados com influenza aviária em áreas próximas à nossa região. Embora até o momento não tenhamos registrado nenhum caso positivo nos municípios de Mostardas e Tavares, a realização do evento, que tem como foco a educação ambiental com crianças, palestras e o turismo de observação de aves em campo, gera preocupação significativa para a gestão da Unidade de Conservação, para a instituição ICMBio, e também para o poder público municipal.”

O Festival das Aves Migratórias é um evento anual que atrai entusiastas da natureza, ornitólogos, crianças e amantes da vida selvagem de todo o Brasil. Além de promover a observação de aves, o evento visa conscientizar a população sobre a importância da conservação das aves migratórias e de seus habitats.

Diante das circunstâncias e das recomendações das autoridades estaduais e federais em relação à Influenza Aviária, a prefeitura e o ICMBio entenderam que realizar o evento neste momento seria imprudente devido às preocupações com a saúde pública.

A prefeitura e o ICMBio afirmaram que continuarão monitorando a situação e fornecerão atualizações adicionais conforme necessário. A segurança e a saúde das aves migratórias e da população local são as principais prioridades nesta situação.

>> Receba as notícias da Maristela sobre o Litoral Norte gaúcho e o Sul catarinense no seu WhatsApp! Clique aqui e fique bem informado.

Copyright @2023 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing