AO VIVO
AO VIVO
Home JUSTIÇA MPRS denuncia na Justiça Militar três PMS por abordagem que deixou policial rodoviário morto em Torres

MPRS denuncia na Justiça Militar três PMS por abordagem que deixou policial rodoviário morto em Torres

por Anderson Weiler
A+A-
Reset

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) responsabilizou três policiais militares – em relação a suas condutas em abordagem ocorrida em 2021 em Torres, no Litoral Norte – e encaminhou a denúncia à Justiça Militar. Dois deles foram acusados por lesões corporais e um por lesão corporal grave.

Durante esta ação da Brigada Militar, ocorreu a morte do policial rodoviário federal aposentado Fábio Cesar Zortéa, de 59 anos. A promotora de Justiça Luciana Casarotto destaca que a acusação é relativa à conduta dos militares que atuaram no fato, para além do homicídio cometido.

Conforme a denúncia, a lesão corporal grave é referente a um disparo de arma desferido contra um dos filhos da vítima fatal, por um dos agentes de segurança. Já as lesões corporais – que envolvem outros dois policiais – foram contra outro dos filhos de Zortéa. A abordagem ocorreu no mês de agosto daquele ano na frente do prédio onde a família reside, no Centro da cidade. Havia seis PMs atuando no caso.

Além desta acusação referente à conduta dos policiais em serviço, o MPRS já havia denunciado à Justiça comum, em abril deste ano, um dos PMs pelo homicídio do policial rodoviário. Na ocasião, ele foi o autor do disparo fatal. A denúncia foi aceita pela Justiça de Torres.

Sobre a denúncia na esfera militar, a promotora Luciana Casarotto entende que a “tensão nas ruas em situações de urgência é rotineira à função de qualquer militar estadual e, justamente por isso, que excessos em meio à crise merecem toda a atenção da Justiça Militar Estadual no aspecto criminal, quando ocorrem, especialmente para que não voltem a se repetir. O militar é a força do Estado nas ruas e deve agir com toda a responsabilidade que isso significa”.

Fonte: MPRS

Copyright @2023 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing