AO VIVO
AO VIVO
Home ESPECIAL JORNAL DO MAR Chuvas causam prejuízo em diversos setores da economia no Litoral Norte gaúcho e Sul catarinense

Chuvas causam prejuízo em diversos setores da economia no Litoral Norte gaúcho e Sul catarinense

por Melissa Maciel
A+A-
Reset

A região enfrentou impactos significativos em sua agricultura e pecuária, além de danos em vias, pontes, escolas, unidades de saúde e habitações. Além disso, chegou a abrigar mais de 41 mil pessoas provenientes da região metropolitana.

Fotos: STR

Chuvas intensas como as que ocorreram nas últimas semanas no Rio Grande do Sul são eventos extremos com tendência a serem mais frequentes em todo o mundo. Segundo o pesquisador do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (USP) e co-presidente do Painel Científico para a Amazônia, Carlos Nobre, é preciso haver conscientização sobre as mudanças climáticas.

“Todo mundo precisa abrir os olhos. No mundo inteiro, esses fenômenos extremos estão acontecendo. Em 2021 tivemos recorde de chuvas em uma parte da Europa, e morreram mais de 100 pessoas. Em 2022, houve recorde de chuva no Grande Recife e, em duas horas, em Petrópolis. No ano passado, em fevereiro, tivemos o maior volume de chuva da história do Brasil, com 600 milímetros (mm) em 24 horas no litoral norte de São Paulo, na cidade de São Sebastião. Nas últimas semanas, no Rio Grande do Sul, chegou a 700 e 800 milímetros de chuva, colapsando o Estado”, alerta o climatologista.

E os eventos climáticos extremos, como os sentidos no Brasil, sejam ondas de calor com seca ou grandes volumes de chuvas com enchentes, impactam diretamente a vida das pessoas, sua subsistência, e a manutenção dos serviços públicos. Cidades colapsam e vidas são perdidas.

No Litoral Norte gaúcho, no final de 2023, cidades como Caraá e Maquiné foram fortemente afetadas por chuvas torrenciais em pouco período de tempo. Neste ano, a região foi novamente afetadas, embora menos do que praticamente todo o resto do Estado gaúcho.

IMPACTOS NA REGIÃO

A Associação dos Municípios do Litoral Norte do RS (Amlinorte), fez um levantamento dos impactos das fortes chuvas no início deste mês de maio. Na região, oito municípios decretaram situação de Emergência, reconhecido pelo Decreto Estadual nº 57.614 de 13 de maio de 2024, sendo eles Balneário Pinhal, Capivari do Sul, Dom Pedro de Alcântara, Itati, Maquiné, Palmares do Sul, Santo Antônio da Patrulha e Três Forquilhas. Pelos dados levantados, houve perdas na agricultura na ordem de R$ 183,9 milhões nos municípios de Capivari do Sul, Dom Pedro de Alcântara, Itati, Maquiné, Palmares do Sul, Santo Antônio da Patrulha e Três Forquilhas.

A região também recebeu 41.188 pessoas que acessaram os serviços públicos, seja na área de Saúde, Assistência Social, além de pedidos de cestas básicas, roupas, calçados, agasalhos, colchões e cobertores, nos dias em que sucederam os altos números de desabrigados no Estado. A maioria desta população ficou abrigada na casa de amigos e parentes, ou locou residências e ainda se encontram no Litoral Norte, demandando serviços médicos e de assistência social, além de pedidos de recuperação de documentos, acesso aos auxílios estaduais e federais, vagas em escolas e empregos.

De acordo com o presidente da Amlinorte, prefeito João Marcos Bassani dos Santos, de Maquiné, a região precisará de investimentos nos próximos meses, uma vez que somente em seu município as perdas estimadas com estruturas danificadas de vias, bueiros e pontes chegam a R$ 8,1 milhões, além de mais R$ 1,5 milhão para recuperação de unidades habitacionais e escolas.

O presidente da Amlinorte esteve em Brasília nesta semana, entre os dias 20 e 23, participando da Marcha dos Prefeitos da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), onde encaminhou os pleitos da região junto aos parlamentares e órgão da federação.

Confira a Reportagem Especial completa, que inclui os impactos na agricultura e pecuária, sobre o pedido de perdão de dívidas ao governo federal, os prejuízos no Sul catarinense e a necessidade urgente de repensar o meio ambiente, na edição de hoje (24), impresso e digital, do Jornal do Mar, o jornal da Rádio Maristela. Assine pelo (51) 9 8179-6400 ou pelo site jornaldomar.com.br.

>> Receba as notícias da Maristela sobre o Litoral Norte gaúcho e o Sul catarinense no seu WhatsApp! Clique aqui e fique bem informado.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing