AO VIVO
AO VIVO
Home DIOCESE DE OSÓRIO Dom Jaime Pedro Kohl destaca a importância de construir pontes nas relações

Dom Jaime Pedro Kohl destaca a importância de construir pontes nas relações

por Melissa Maciel
A+A-
Reset

O bispo da Diocese de Osório, dom Jaime Pedro Kohl, abordou em seu artigo desta semana o tema “Construindo Pontes”. Em um período de férias e descanso, dom Jaime ressalta a propensão do espírito à reconciliação e apresenta uma inspiradora narrativa sobre dois irmãos que resolveram um conflito por meio da construção de uma ponte.

Na história, a rixa entre os irmãos, inicialmente manifestada por palavras ríspidas, transformou-se em semanas de total silêncio. Entretanto, a intervenção de um carpinteiro que construiu uma ponte no lugar de uma cerca planejada para separar as fazendas demonstra a possibilidade de superar desavenças e construir conexões significativas. Dom Jaime destaca a relevância desse exemplo para as relações interpessoais, incentivando a reflexão sobre a importância de dar o primeiro passo na construção de pontes em vez de erguer cercas, promovendo a reconciliação e a união entre cônjuges, pais e filhos, grupos e comunidades.

Você pode acompanhar essas profundas reflexões sintonizando-se no programa “A Voz do Pastor”, na Rádio Maristela, aos domingos, às 8h50min da manhã.

Confira a íntegra:

Construindo Pontes

Nesse período de férias e descanso, o espírito está mais propenso à reconciliação. Uma breve narrativa para nos auxiliar na reflexão:

“Dois irmãos viviam em fazendas vizinhas, separadas apenas por um riacho, e entraram em conflito. O que começou como um pequeno mal-entendido explodiu em uma troca de palavras ríspidas, seguidas por semanas de total silêncio.

Numa manhã, o irmão mais velho ouviu bater à sua porta.

– Estou procurando trabalho. Sou carpinteiro. Talvez você tenha algum serviço para mim – disse o fazendeiro.

O fazendeiro respondeu:

– Sim, claro! Veja aquela fazenda além do riacho? Pertence ao meu irmão mais novo. Brigamos, e não posso mais suportá-lo. Veja aquela pilha de madeira? Use-a para construir uma cerca bem alta.

– Acho que entendo a situação – disse o carpinteiro. Mostre-me onde estão as ferramentas.

O irmão mais velho entregou o material e foi para a cidade. O carpinteiro permaneceu ali, trabalhando o dia inteiro. Quando o fazendeiro retornou, não podia acreditar no que viu: em vez da cerca, uma ponte foi construída, ligando as duas margens do riacho. Era um belo trabalho, mas o fazendeiro ficou enfurecido.

– Você foi atrevido construindo essa ponte depois de tudo o que lhe contei! No entanto, ao olhar novamente para a ponte, viu seu irmão se aproximando de braços abertos. Permaneceu imóvel do lado do rio. O irmão mais novo então falou:

– Você foi realmente muito amigo construindo essa ponte, mesmo depois do ocorrido.

De repente, o irmão mais velho correu na direção do outro, e ambos se abraçaram no meio da ponte. O carpinteiro começou a fechar sua caixa de ferramentas.

– Espere, fique conosco! Tenho outros trabalhos para você!

E o carpinteiro respondeu:

– Eu adoraria, mas tenho outras pontes a construir.”

Como as coisas seriam diferentes se parássemos de construir cercas e construíssemos mais pontes entre cônjuges, pais e filhos, grupos e comunidades, até mesmo entre povos. Muitas vezes, desistimos daqueles que amamos devido a mágoas e mal-entendidos. Alguém tem que dar o primeiro passo.

>> Receba as notícias da Maristela sobre o Litoral Norte gaúcho e o Sul catarinense no seu WhatsApp! Clique aqui e fique bem informado.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing