AO VIVO
AO VIVO
Home EDUCAÇÃO Torres segue mobilizada na luta pela implantação de um Instituto Federal

Torres segue mobilizada na luta pela implantação de um Instituto Federal

por Melissa Maciel
A+A-
Reset

Durante a Audiência Pública na Luta pelo Instituto Federal (IF) em Torres, realizada na noite de quarta-feira (17), na Câmara de Vereadores do município, o reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), Júlio Xandro Heck, enfatizou a importância transformadora da presença de um campus do IF na cidade. “Não é mais necessário convencer ninguém sobre sua importância. O quanto é transformador. O quanto existe um antes e um depois da cidade quando entra um IF. O quanto vai mudar a vida da gente, da cidade e da região. Além disso, Torres merece”, declarou o reitor.

O evento contou com a participação de reitores de Institutos Federais, incluindo o professor Júlio e o reitor do Instituto Federal Sul, Flávio Nunes, bem como representantes da comunidade, incluindo líderes, estudantes, professores e diversos vereadores e membros do poder executivo local.

A CAUSA

A Audiência foi organizada pela presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa do RS, a deputada estadual Sofia Cavedon, com o apoio da Comissão de Mobilização Pró-IF Torres e Região. A professora Maria de Lourdes Fippian (profa. Lu) representou a Comissão Pró-IF Torres e Região, que tem conduzido várias ações de mobilização e consulta pública na cidade e região em prol da instalação de um Instituto Federal.

“Há várias razões que fundamentam a necessidade da instalação de mais Institutos Federais no Litoral Norte. Uma delas é a extensão considerável do litoral. Ter um Instituto Federal apenas em Osório não é suficiente para abranger toda a região. É imprescindível ter um campus do IF localizado na parte norte, em Torres, e também estabelecer mais unidades em outras áreas, como na região Sul”, argumenta a educadora.

Além da presença da deputada Sofia e dos reitores dos Institutos Federais gaúchos, a mesa também contou com a participação do secretário municipal da Educação de Torres, Alceu de Matos Scheffer, representando o prefeito municipal. Ele reiterou o compromisso do prefeito Carlos Souza em ceder o prédio atualmente ocupado pela Secretaria Municipal da Educação, antiga Escola Santa Rita, para uso temporário, caso o Governo Federal autorize, permitindo assim o início das operações do campus do IF ainda neste ano. O presidente da Câmara Legislativa, vereador Rafael Silveira, também destacou a importância da união de todas as forças e reafirmou, em nome de todos os vereadores, o apoio irrestrito à causa.

Rachel Nasser, coordenadora do GT Infraestrutura da Comissão de Mobilização Pró-IF Torres e Região, destacou que os participantes saíram da Audiência renovados e motivados, ressaltando as palavras do reitor Júlio, que afirmou que a luta pelo IF é de toda a comunidade de Torres e região, independente de nome, rosto ou filiação política.

“A realização desta segunda audiência pública sobre o IF Torres foi marcada pela presença significativa de uma deputada estadual, representação do Legislativo e do Executivo, e grande participação da comunidade. Isso é fundamental, pois todos precisamos estar mobilizados e preparados para essa oportunidade”, explicou a professora.”

A expectativa é que, com a mobilização e o apoio da cidade à iniciativa, e com o local para o estabelecimento do campus já definido, seja possível iniciar a operação de um Instituto Federal no município já no segundo semestre de 2024.

>> Receba as notícias da Maristela sobre o Litoral Norte gaúcho e o Sul catarinense no seu WhatsApp! Clique aqui e fique bem informado.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing