AO VIVO
AO VIVO
Home GERAL Animais abandonados e feridos em acidentes aumentam durante o Verão em Torres

Animais abandonados e feridos em acidentes aumentam durante o Verão em Torres

por Melissa Maciel
A+A-
Reset

A cada verão, nos deparamos com uma preocupante questão relacionada aos animais: o abandono. Essa prática recorrente causa sofrimento aos animais, que nem sempre conseguem sobreviver a essa situação, considerada crime. A Lei Federal 14.064/20 trouxe modificações à legislação sobre crimes ambientais, Lei 9.605/98, elevando as penalidades para delitos contra animais, com uma pena que varia de dois a cinco anos de reclusão, além de multa.

Em Torres, não só no verão, mas ao longo do ano, a preocupação é constante em torno do abandono e maus-tratos de animais. O atendimento veterinário para cães e gatos errantes que enfrentam situações críticas, como acidentes, envenenamentos e condições de debilidade, é sempre uma dúvida frequente da população. Para quem ligar quando nos deparamos com um animal abandonado ou machucado?

Muitos desses animais, infelizmente, são vítimas de abandono por parte de seus tutores, crimes que raramente resultam em punições para os responsáveis. Procurada a Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Torres, a secretária Fernanda Brocca, explica que o Município realiza atendimentos emergenciais e, posteriormente, procura identificar se os animais têm tutores ou se foram abandonados. Fotos são divulgadas para tentativas de adoção ou busca por lares temporários, contando com o apoio incansável dos diversos voluntários protetores animais.

“Apesar dos esforços, a realidade das cidades brasileiras, incluindo Torres, é desafiadora. Muitos animais atendidos não conseguem encontrar novos lares, mesmo com campanhas frequentes de adoção e feiras organizadas pela Prefeitura. Atualmente, cerca de 180 cães e 35 gatos estão sob a guarda do município, a maioria proveniente de resgates de situações de maus-tratos”, explica Fernanda.

Plantão para atendimento veterinário

Após receberem tratamento em clínicas conveniadas e atingirem plenas condições de saúde, os animais são devolvidos aos locais de origem, onde tenta-se integrá-los como animais comunitários, conforme a Lei Estadual 15.154/2019.

A Prefeitura disponibiliza um site, https://bemestaranimal.torres.rs.gov.br, onde interessados podem visualizar fotos e características dos animais disponíveis para adoção. No entanto, o número de adoções ainda é muito baixo em comparação com a quantidade de abandonos, tornando difícil proporcionar a todos os animais um lar digno.

No álbum de fotos abaixo, alguns dos animais disponíveis para adoção no site https://bemestaranimal.torres.rs.gov.br:

Os interessados em ajudar ou adotar podem dirigir-se à recepção da Secretaria do Meio Ambiente e Urbanismo, localizada na Rua José Antônio Picoral, 79, quinto andar, Centro de Torres. O atendimento ocorre de segunda a sexta, das 08h às 11h30min e das 13h30min às 17h30min, e às terças e quintas das 13h30min às 17h30.

Além disso, um plantão está disponível pelo celular (51) 995995981, nas terças e quintas pela manhã das 08h às 11h30 e aos sábados, domingos e feriados das 08h às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

A Prefeitura reforça a mensagem de que abandonar animais é crime, e encoraja a população a denunciar casos de maus-tratos e abandono. A conscientização e participação da comunidade são fundamentais para garantir o bem-estar dos animais no município de Torres.

>> Receba as notícias da Maristela sobre o Litoral Norte gaúcho e o Sul catarinense no seu WhatsApp! Clique aqui e fique bem informado.

Copyright @2023 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing