AO VIVO
AO VIVO
Home LITORAL NORTE GAÚCHO Corsan fiscaliza ligações irregulares que prejudicam a rede de esgoto de Xangri-Lá

Corsan fiscaliza ligações irregulares que prejudicam a rede de esgoto de Xangri-Lá

por Anderson Weiler
A+A-
Reset

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) está vistoriando imóveis na cidade de Xangri-Lá para identificar ligações irregulares de escoamento de água pluvial (das chuvas) à rede de esgoto doméstico (cloacal). Estão sendo verificados os poços de visitas e as caixas de inspeções (aberturas em calçadas que dão acesso às tubulações) em condomínios de Atlântida. Do dia 1º de abril até o último dia 23, foram fiscalizados 259 imóveis nesses locais, com 248 infrações emitidas.

Entre as irregularidades, foram encontrados calha e drenos pluviais e decks de piscinas com ligações à rede de esgoto cloacal, assim como a obstrução de caixas de inspeções. As vistorias seguirão sendo realizadas até o final do mês em Xangri-Lá. Depois, serão feitas também em Capão da Canoa. A meta é fiscalizar, até o final do ano, os municípios de Torres, Tramandaí, Cidreira, Santo Antônio da Patrulha e Glorinha.

As ligações de água pluvial à rede cloacal são detectadas pelo método de aplicação de fumaça não tóxica nas entradas das tubulações, que aponta os locais onde existem essas conexões. Quando é verificada a irregularidade, o proprietário da residência ou do estabelecimento comercial é notificado e orientado a providenciar a drenagem adequada da água da chuva.

Danos a redes e ao meio ambiente

As redes de esgoto devem receber apenas os dejetos domésticos. Misturar a elas o escoamento da água de chuvas causa sobrecarga e problemas como mau cheiro, retorno do esgoto para os imóveis, rompimento de rede e prejuízos ao meio ambiente.

Além da conexão direta de água de chuvas ao sistema de esgoto, outros maus hábitos, como o descarte indevido de lixo e despejo de óleo nas redes de esgotamento sanitário, potencializam os danos.

Como utilizar o sistema de esgoto doméstico corretamente

– Não jogue lixo (cabelo, plástico, absorvente, camisinha, cigarro, fio dental, cotonetes, embalagens etc) no vaso sanitário, pia ou nas caixas de esgoto.

– Limpe periodicamente as caixas de gordura.

– Não descarte o óleo de cozinha em pia, vaso sanitário ou tanque de lavar roupas. Quando vai para o esgoto, o óleo se acumula nos encanamentos, forma camadas espessas de gordura e entope as tubulações. Junte o resto de óleo em garrafas pet e entregue em locais de doação para reciclagem.

– Nunca conecte a rede pluvial (que recebe água de chuva) à rede de esgoto. A ligação indevida provoca transbordamento nas vias públicas e até nas residências.

– Não interligue a rede de esgoto à galeria de águas pluviais. Se o esgoto vai para a rede pluvial, em vez de ser conduzido para a estação de tratamento, ele é lançado diretamente em rios, lagos e mares, causando a poluição desses mananciais.

Fonte: Ascom Corsan

>> Receba as notícias da Maristela sobre o Litoral Norte gaúcho e o Sul catarinense no seu WhatsApp! Clique aqui e fique bem informado.

Copyright @2024 – Todos os Direitos Reservados. Desenvolvido e criado por Cadô Agência de Marketing